Nosso Banner




Mais banners e buttons

Parceiros

Pokémon Mythology RPG
Redes Sociais
Os membros mais ativos do mês
Kenway
 
Martell
 
Naruub
 
Awashi Ravenborn
 
primo06
 


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Foto

[Ficha Player] Alexander D. Roy

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Em Curso em Dom 29 Mar 2015 - 14:59 1

Yumi

avatar
Membro Nível 2

Ficha de Personagem

Dados Pessoais

Nome: Alexander D. Roy
Raça/sub-Raça: Humano - Normal
Classe: Civil
Idade: 18
Altura: 215 Cm
Peso: 103 K.G
Sexo: Masculino
Mão Hábil: Direita
Plano de Origem: East Blue ~ Loguetown
Localização: West Blue ~ Ohara

Level & Biografia

Foto:
”Com máscara”:

”Sem máscara”:

História: A vida nunca foi fácil para esse jovem gafanhoto, começando pela sua própria árvore genealógica e a sua Gula incomparável. Seus antepassados foram escravos dos “Tenryuubitos”, um motivo de grande preconceito e desgraça na sociedade, no entanto, em algum momento, eles conseguiram fugir e viveram pacificamente por gerações.
Seu pai, apelidado de “Jack Tequila” - que por sinal, ganhara esse apelido por ser um exímio atirador, mesmo alcoolizado - sempre tentou ajudar o garoto nos estudos, focando-o principalmente no caminho da justiça, e as vezes ensinava ao garoto como dar alguns tiros, principalmente em garrafas e algumas aves, e como era difícil! O Garoto era hiperativo!. Sua mãe, conhecida como “Mary Silverblood” era uma fazendeira, aliás, só tinha se tornado uma porque ela e Jack tiveram a ideia de largarem a vida “criminosa” e montar uma espécie de rancho, longe de qualquer tipo de cidade, mas continuou tendo relações comerciais com Loguetown - local onde Roy nasceu - para qual vendia diversos tipos de produtos derivados de colheita, criação de animais e afins.
Juntando as recompensas pela cabeça de seus pais, teria no total cerca de 175 milhões de Berries, Jack era conhecido e caçado por ser um assassino, Mary era uma espécie de “espiã”, conseguindo diversas informações secretas da marinha para os criminosos locais e até outros piratas. Como dito anteriormente, eles decidiram abandonar tal vida e tentaram criar Roy da maneira mais ética e “certa”, para que ele nunca sofresse uma desgraça.
Roy sempre entendeu os motivos que levaram seus pais a possuírem um passado criminoso, por isso, sempre teve orgulho de seus pais, e também sabia que tinha a chance de ter um futuro brilhante, sem derramar nenhuma gota de sangue alheio. Cada dia mais ia aperfeiçoando seus conhecimentos em artilharia para se defender, ele sonhava em criar uma espécie de arma que pudesse disparar projéteis com analgésicos e outros medicamentos em feridos, no campo de batalha, para economizar tempo e reduzir riscos.

Era um fim de tarde, o sol se punha no horizonte lentamente, enquanto várias aves dançavam com o vento rumo ao sul. Uma estranha mancha negra se estendeu por toda a beirada da paisagem ao redor do rancho, que ia se aproximando vagamente. Seus pais acharam estranho tal espécie de “mancha” e pensaram ser algum tipo de praga, talvez um grande numero de gafanhotos que pudessem destruir toda a colheita do mês e colocar a família em dificuldades financeiras.
Eis que um dos criados do rancho, apelidado de “Olaf Thunderbreaker”, correu rumo à família e alertou a pior notícia possível para aquele momento.
- É a marinha! Eles estão vindo com alguns Tenryuubitos, e eles estão com correntes!
Todos temiam o pior, os malditos Tenryuubitos tinham descoberto o paradeiro dos descendentes de escravos fugitivos, e estariam ali para “tomar” o que lhes era pertencente por direito. Ao menos assim os orgulhos nobres pensavam.
Colocaram o pequeno Roy de apenas oito anos de idade em um cavalo e lhe mandaram o mais longe possível, rumo a Loguetown. Jack encheu um copo de Whiskey e bebeu totalmente o líquido em uma única golada, marchou rumo ao seu quarto e pegou sua carabina preferida. Mary tinha receio de algo acontecer com Roy e permaneceu quieta em um moinho do Rancho, observando lentamente a silhueta da criança desaparecer, junto com a luz do dia.
Anoiteceu, e por lá, vários tiros puderam serem ouvidos de grandes distâncias. A escuridão inquietante fora ofuscada por um grande brilho reluzente e quente, que vinha do próprio rancho. Em Loguetown, Roy poderia perceber um pequeno ponto fervescente onde ficaria sua casa, e com receio, rezou por seus pais e dormiu, na calhada da noite, em um dos bosques da cidade.
Acordou e marchou montado sob o cavalo rumo à sua casa, estava faminto e com muitas saudades de seus familiares. Aproveitou a paisagem totalmente bela, o mar azulado inquietante, os jardins ao redor ricos em um verde vívido. Roy nunca teria revelado a ninguém, mas sempre desejou ser um dos filhos do mar, e partir vivendo aventuras tão grandes quanto a imponência do gigante azul.
Chegou à área onde morava. Um odor de queimadas pairava no ar, talvez fora algum desmatamento nos arredores para a expansão de campos agrícolas, era bem comum naquela região, mas logo descobriu que não era isso. Apenas vislumbrou sua casa totalmente queimada, a madeira antes resistente, dura e brilhante se tornou uma pilha de pó negra e seca, alguns estalos de madeira eram perceptíveis, estavam queimando desde a madrugada.
Por ser uma criança, Roy não entendeu direito o motivo daquilo, e continuou andando pelo rancho sem nenhuma noção da realidade, até que encontrou um pequeno pátio tingido de um vermelho escarlate. Correu para tal local e vivenciou um dos piores traumas de sua vida. Seus pais foram cruelmente mortos, junto com todos os outros serviçais do rancho. O sangue escorria do peito de cada um deles, diretamente do coração que foram atravessados por lâminas, balas, e qualquer outra arma que um humano maligno poderia usufruir para ceifar vidas. Naquele momento, teria surgido uma coragem imensurável no coração do pobre garoto, algo nunca antes visto, e talvez, a chave para seu futuro.
Calado e sem acreditar em nada, tentou vasculhar a casa por algo que restou. Alguns livros de armamento estavam milagrosamente intactos pelas chamas, já outros possuíam algumas páginas e suas capas chamuscadas, mas ainda poderiam ser aproveitados.
Tentou procurar por alguma arma, mas não teria encontrado nada, tudo fora consumido nas chamas infernais ou confiscadas pelos Tenryuubitos… Aliás, falando neles, o jovem teve uma mistura inesperada de ódio, dor, e tristeza ao lembrar desses nobres. Para Roy, eles poderiam queimar no inferno.
A mentalidade do garoto mudou por um instante, nunca teria pensado em matar alguém antes, mas o seu maior desejo no momento era disparar um projétil que transfixasse o coração de um Nobre, se é que monstros como eles tinham um coração.

Mudou-se para Ohara tempos depois com a ajuda de alguns estrangeiros, em um local totamente distante de seu plano de origem, e viveu na rua por vários meses,. Dependia de esmolas por um curto período de tempo, até começar a comandar alguns garotos de rua para praticarem assaltos e pequenos roubos. Ele portava um grande espirito de liderança e sempre sabia como se safar das piores situações.
Em suas mãos, tatuou o “Ás de Espadas”, especificamente nas costas de cada uma delas. Aquele seria o brasão de seu novo futuro, e talvez família. Cada um deles possuía um “D.” minúsculo gravado abaixo. Viver com o nome antigo que a família lhe dera fora arriscado, e mudou de Marston para Alexander.
“The Ace Of Spades”, como popularmente conhecido nas ruas como o líder dos “Desprezados”, foi criando uma grande reputação nas ruas próximas, ao ponto de ser odiado por qualquer família honrada.
Seu único sonho era se tornar um filho do mar, um grande homem cujo o nome seria aclamado como um santo vivo, ou como um demônio encarnado. Com isso, visou partir o mais rápido possível para o mar.



Personalidade: Por mais que fora cruelmente afetado pelo destino, Roy sempre soube direcionar sua raiva apenas contra quem realmente merecia. Não era de praticar maldade contra qualquer um sem algum motivo. Aprendeu a dar valor as amizades desde sua infância, e é dono de um carisma inigualável, tornando-o um líder natural.
Tende sempre a usar a inteligência nos momentos mais difíceis, no entanto, o coração sempre bate mais forte, sendo capaz de tomar atitudes com base nos sentimentos e não na lógica. Nunca deixou um amigo na mão e sempre cumpriu suas promessas, mesmo que custe sua própria vida.
Por ser hiperativo, dificilmente este jovem cala a boca, o use livra de confusões, ele simplesmente não consegue ficar quieto! Ainda mais com as pessoas que gosta, ai sim vira um inferno absoluto!
Sempre teve uma ótima mira por ter uma grande afinidade com armas de fogo. Pode-se dizer que durante os tempos de Rancho, seus estudos lhe proporcionaram um Q.I ligeiramente maior que o normal.
Ele sempre gostou de elegância, e é comum ver ele usando algum terno, mesmo tendo morado na rua. Era pobre mas tinha uma elegância sem igual.
Nunca foi ligado a religiões, ou moralidade e ética. Sempre pensou que o certo e o errado era relativo, e não hesitaria em fazer algo, desde disparar uma bala contra um homem, até ajudar outra pessoa.
A Liberdade é o maior bem que alguém pode ter, ao menos essa foi uma das lições que aprendeu com seus antepassados por motivos óbvios, por isso, sempre buscou alcança-la, não importa o que custe!
Ele é livre de qualquer temperamento neurótico ou “psicótico”, poderia muito bem seguir um caminho como marinheiro, ou um pirata, embora prefira ser uma pessoa independente.
Odeia mentiras e geralmente evita usufruir delas, sempre tenta honrar seus acordos ou aceitar de cabeça erguida as consequências de suas ações.

Aparência: Dotado de cabelos loiros relativamente longos à altura do pescoço, e de olhos verdes vívidos e brilhantes como uma esmeralda. Alto e de físico equilibrado, voz relativamente grossa e que impõe certa “intimidação”.
Possui uma pele extremamente branca e tatuagens de um Ás de Espadas em ambas as mãos. Possui também uma barba, curta e bem feita, de mesma tonalidade de seu cabelo que se estende por todo o queixo.
Nas vestimentas o jovem sempre tenta expressar elegância. Utilizando ternos, “Smoking”, cartolas, e é claro, uma máscara para esconder sua identidade. Algumas vezes ele é visto sem máscara, optando usa-la somente em casos de lutas. Toda sua roupa é combinada, tendo a mesma cor, ou seja, totalmente branca, negra, ou avermelhada, tudo é relativo a cor que o jovem usa no momento.
Sua máscara é branca e simples, possui dois buracos para a visão e um para a boca, formando um “Smiley” de felicidade.

Atributos Primários

Você tem 15 pontos para distribuir.

(For)-Força: 2
(Dex)-Destreza: 3
(Agi)-Agilidade: 2
(Vgr)-Vigor: 2
(Con)-Constituição: 1
(Per)-Percepção: 2
(Int)-Inteligência: 1
(Esp)-Espirito: 0
(Sor)-Sorte: 0
(Log)-Lógica: 0
(Pes)-Persuadir: 0
(Car)-Carisma: 1
(Frv)-Força de Vontade: 1

Cor do Pv e Ps: Verde

Profissão

Escolha aqui


Nome da Profissão: Atirador
Descrição: É especializado em armas de fogo.


Pericias da Profissão

Escolha aqui


Pericia: Acrobacia
Descrição: Permite que faça diversos movimentos no ar.
Pericia: Mira
Descrição: Consegue mirar mais longe

Vantagem & Desvantagens

Escolha aqui suas Vantagens e Desvantagens.


Vantagens


* Líder Nato (-4)
* Coragem Incrível (-4)

Desvantagens


*Gula (+3)
*Hiperatividade (+2)

Estilo de Combate

Escolha aqui seu EdC.

Tipo: Atirador
Descrição: São guerreiros especializados em combate de média e longa distância. Utilizam Bumerangues, Estilingues, Revolveres, Escopetas e Rifles.

Ver perfil do usuário http://somosmugiwara.forumeiros.com/
Em Curso em Dom 29 Mar 2015 - 15:23 2

Escanor

avatar
Membro Nível 20
[aviso=Ficha Em Construção]* Sua ficha esta correta e em breve estaremos a criando.
* Assim que for criada sua ficha aceita, avisaremos aqui e este tópico será movido para as fichas avaliadas e abandonadas.[/aviso]



"O orgulho dos pequenos consiste em falar sempre de si próprios; o dos grandes em nunca falar de si."
Ver perfil do usuário http://somosmugiwara.forumeiros.com/t2400-ficha-aceita-de-asrur-varlor
Em Curso em Dom 29 Mar 2015 - 15:49 3

Escanor

avatar
Membro Nível 20
@Yumi
[sucesso=Ficha Aceita]* Parabéns sua ficha foi aceita.
* Aqui está o link da sua Ficha Aceita.
* Agora pode iniciar sua jornada no Coliseum Battle, onde você terá um breve tutorial do nosso sistema de luta.
* Boa sorte na sua jornada.[/sucesso]

[aviso=Aviso Importante]* Tópico Bloqueado & Movido para Fichas Avaliadas & Abandonadas.[/aviso]



"O orgulho dos pequenos consiste em falar sempre de si próprios; o dos grandes em nunca falar de si."
Ver perfil do usuário http://somosmugiwara.forumeiros.com/t2400-ficha-aceita-de-asrur-varlor

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum

Compartilhe este Tópico!

Url Direta
BBcode
HTML
  • Criar um fórum | © PunBB | Fórum grátis de ajuda | Fale conosco | Assinalar uma queixa | Criar seu próprio blog